quinta-feira, 14 de maio de 2020

População aprova reforma do terminal de Sobradinho

Entregue no dia do aniversário de 60 anos da cidade, estação contou com investimentos de mais de R$ 6 milhões

Foram feitas reformas e ampliadas as instalações, o que beneficia tanto usuários quanto os profissionais que trabalham no local | Foto: Renato Alves.

Esta quarta-feira (13) amanheceu com novidade para os usuários do transporte público de Sobradinho: o novo terminal rodoviário da cidade (veja no vídeo abaixo). Ampliada e totalmente reformada, a estação, entregue pela Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) no dia em que a Região Administrativa (RA) comemora 60 anos de fundação, movimenta aproximadamente 28 mil passageiros por dia. Foram empregados recursos num total de R$ 6.360.677,58.


28 milNúmero aproximado de passageiros que utilizam, diariamente, o Terminal Rodoviário de Sobradinho

“Estamos em plena pandemia sem fazer com que a cidade pare”, destacou o governador Ibaneis Rocha. “Estamos entregando e lançando obras. Estamos fazendo isso para que a cidade saia com força depois da pandemia”. Na oportunidade, o governador também citou licitações e obras que vão sair do papel, como a construção de sete unidades de pronto atendimento (UPAs) e 15 unidades básicas de saúde (UBSs).

“Sobradinho ganha hoje um presente de aniversário”, comemorou o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro. “Para mim, morador da cidade e que sempre usou o terminal de Sobradinho, é uma satisfação entregar esse terminal. De presente, começamos operando com vários novos ônibus hoje. São mais de 200 novos ônibus que vão circular na cidade.”

Além do governador Ibaneis Rocha, participaram da entrega do terminal o vice-governador Paco Britto; o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro; o secretário de Governo, José Humberto Pires; o secretário de Obras, Luciano Carvalho; o diretor-geral do DER/DF, Fauzi Nacfur Júnior; o presidente da Novacap, Candido Teles; o administrador regional de Sobradinho, Eufrásio Pereira, e deputados distritais e federais do DF.

A rodoviária de Sobradinho é a primeira a ser entregue totalmente reformada pela atual gestão. As instalações foram demolidas por completo para que o novo terminal fosse erguido. O GDF ainda vai construir novos terminais em Santa Maria, Varjão, Itapoã, Estrutural e Arapoanga, além de reformar o já existente no Gama.

População comemora

Morador da cidade, Sandro Marcelo Silva aprovou a reforma. Ele citou o crescimento populacional na região como exemplo da necessidade da obra no terminal. “Sou vizinho aqui da rodoviária e sinto que a cidade se expandiu muito e a rodoviária antiga estava bem pequena”, ressaltou. “Melhorias são sempre bem-vindas, e logo hoje, quando Sobradinho comemora 60 anos, vamos usufruir e aproveitar o novo terminal”.

Também morador de Sobradinho, Edivar Menezes foi outro a manifestar satisfação com a obra concluída. “Tudo o que vem em benefício do povo vale a pena”, disse. “Aqui não era uma rodoviária. Vamos ver se agora vai ter o que não tinha antes, que é manutenção. A rodoviária ficou excelente, temos que valorizar o GDF nesse sentido”.

Para o comerciante Luís Gonzaga Ribeiro da Silva, a reforma vai colaborar com seu trabalho de autônomo. “Ficou bem melhor do que estava”, valorizou. “Espero que, de agora em diante, haja fiscalização e conservação pelo bem da nossa cidade, e que a população faça a sua parte. Passo aqui todos os dias, pois sou vendedor de churrasquinho”.


“Ficou bem melhor do que estava. Espero que, de agora em diante, haja fiscalização e conservação pelo bem da nossa cidade, e que a população faça a sua parte”Luís Gonzaga Ribeiro da Silva, morador de Sobradinho

Movimento local

O terminal de Sobradinho é de grande importância para o transporte de passageiros na região. Atende 26 linhas de ônibus urbanos, que utilizam uma frota de 74 veículos, totalizando 559 viagens por dia. As linhas dessa região transportam, diariamente, cerca de 28 mil passageiros. A rodoviária funciona, ainda, como ponto de embarque e desembarque de usuários de linhas destinadas ao entorno do DF e de linhas interestaduais.

Com a obra, a estação foi adequada à demanda atual e está pronta para viabilizar a integração física das linhas circulares e alimentadoras de Sobradinho ao futuro terminal de integração do BRT Norte.

Nova configuração

Situado na Quadra Central da cidade, o terminal volta a receber os passageiros com uma nova configuração da plataforma de embarque e desembarque. Os boxes de parada dos ônibus são paralelos à plataforma, o que facilita a chegada e saída dos veículos, sem necessidade de manobras em marcha à ré. Isso contribui para agilizar as viagens e gera segurança.

Agora, os boxes de 1 a 4 são destinados às linhas circulares. Os boxes de 6 a 9 são para embarque e desembarque dos usuários de linhas interestaduais. As linhas de ligação com o Plano Piloto e outras localidades do DF vão utilizar os boxes de 10 a 16. Os motoristas que estiverem aguardando horário de partidas contarão com 15 vagas para estacionar os ônibus.

Além disso, o terminal conta com duas vagas para taxistas na parte superior e um abrigo, também para motoristas de táxi, com baia de estacionamento para 12 veículos na parte inferior. O estacionamento público oferece 21 vagas para veículos particulares, além de dez conjuntos de paraciclos com capacidade total para 50 bicicletas.

Para conforto dos usuários e dos trabalhadores do transporte público, o terminal de Sobradinho conta com dois restaurantes, quatro lanchonetes, seis lojas e quatro conjuntos de banheiros (masculino, feminino e familiar). A estrutura dispõe de salas para administração, fiscalização, brigada de incêndio, empresas operadoras, bilhetagem e quiosques para comercialização de produtos e passagens.

Higienização

Já em seu primeiro dia de funcionamento, a nova rodoviária de Sobradinho foi higienizada, como parte das ações do programa Sanear DF. O Sanear DF é uma iniciativa do governo para reforçar o combate à pandemia provocada pelo coronavírus (Covid-19) e doenças causadas por arboviroses, como dengue, zika, febre amarela e febre chikungunya.

A meta do programa é higienizar espaços públicos de grande circulação, como feiras, hospitais, estações de metrô e terminais rodoviários como o de Sobradinho.






Publicidade

Publicidade

Arquivo